Vida Efêmera

Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. (Mateus 6.21)

Os dias vão e vem, o tempo avança, e não temos nenhum tipo de controle do tempo. Num piscar de olhos, circunstâncias, problemas, adversidades atravessam a nossa caminhada de vida e muda nossos planos.

Cremos, evidentemente, que tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus (conforme Romanos 8:28), porém, vivenciar estes processos ao longo do Caminho proporciona a nós um aprendizado ímpar.

A nossa vida aqui neste mundo é efêmera. O período que vivemos aqui é um tempo finito, que quando nos damos conta, já passou. Não é incomum ouvirmos relatos de pessoas que ao se depararem com a realidade do fim de seus dias, chegaram à conclusão que não viveram a vida da melhor forma.

Com esta consciência de que a vida termina, e face às Palavras de Cristo, eu gostaria de propor alguns pensamentos e reflexões, para que pudéssemos viver de forma mais proveitosa enquanto atravessamos a jornada.

Onde está o nosso coração? Onde temos investido o nosso tempo, com o que temos nos preocupado na caminhada? Quais tem sido as nossas prioridades? Pelo que temos vivido?

Infelizmente, constato que a superficialidade da vida cristã de muitos tem feito que tesouros efêmeros ocupem o lugar do que deveria ser eterno. As prioridades se inverteram, e os meios, em si mesmos tem sido mais importante que o fim de tudo. Glorificar a Deus no cotidiano não é algo meramente visto pelo resultado, mas sim pela MOTIVAÇÃO de fazermos as coisas.

Com isso, não pretendo doutrinar que é errado, almejar conquistar um carreira bem-sucedida, ou o sonho de cursar uma faculdade, ou realizar suas conquistas pessoais. Muito pelo contrário, entendo que ter objetivos realmente é algo sadio para todos. E nem pretendo julgar o valor de um sonho pessoal.

Porém, não creio que devemos perder nossas referências espirituais por conta dos objetivos materiais. Creio que não devemos deixar nosso coração corrompido nos afastar do que realmente importa.

É por isso que convido você que está lendo a pensar e ser sincero diante de Deus, sobre onde, verdadeiramente o seu coração está. E se você for honesto consigo mesmo (a) corrija a rota, e faça o que for necessário.

Te convido a abandonar a hipocrisia de dizer que ama a Deus, mas vive de modo como se Ele não existisse.

Te convido a caminhar a segunda milha com aqueles que precisam de paciência para crescer na graça e na fé, mesmo que tenha lhe faltado a paciência, ou que você esteja se omitindo sobre essa responsabilidade.

Te convido a viver uma vida acima da superficialidade, que mediante a ouvir a pregação do Evangelho, seu coração possa voltar a “arder” pelas coisas do alto.

Te convido a ter perseverança e fé nestes dias de apostasia, onde muitos se esqueceram do que significa ter comunhão e servir.

Te convido a seguir em frente mesmo em meio ao emaranhado de decepções que você possa estar enfrentando.

Enfim, oro, para que possamos, juntos, colocarmos nosso coração nas coisas do alto, até aquele grande dia, ou até que Ele venha.

Que possamos viver a nossa vida, que é efêmera, passageira, com esta consciência: no caminho que aprendemos, servimos, amadurecemos e sofremos e nos tornarmos mais parecidos com Cristo em nossas atitudes e pensamentos.

“Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.” ( Filipenses 3:13,14)

Sigamos!

Pr. Marco Cicco

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2016 Evangelho Inegociável | porAgente Host.
Topo
Siga-nos:             
error: Content is protected !!