tome sua cruz

O Esforço de muitos pregadores (animadores) para alcançar mais pessoas com a mensagem do evangelho tem deslocado o centro dessa questão; em vez de apresentarem as condições para alguém ser discípulo de Jesus, eles acenam apenas com os benefícios de ser um discípulo de Cristo. Muitos, seduzidos pela aceitação e falsa sensação de poder que ela dá, relativizam o Evangelho de Cristo, e não apresentam a verdade bíblica do mesmo.

Sem perceber, muitos se tornam culpados de propaganda enganosa: a igreja tem usado letras garrafais para os benefícios e letras miúdas para as condições de ser discípulo. Parece propaganda de eletro-eletrônico.  O fim em si mesmo age, quanto maior a propaganda, maior o retorno.

Presas pela propaganda sobre Cristo, muitas pessoas decidem segui-lo sem compreender o que isso significa, mas apenas para ter acesso aos benefícios prometidos. Tentam “usar” a Deus como um meio de obter o que querem.

Então, ao serem chamados para cumprir as condições muitos se decepcionam, se entristecem: viram consumidores enganados, reclamando por seus direitos. Se você observar os evangelhos com cuidado, verá que Jesus nunca correu atrás de discípulos.

Os discípulos é que o procuravam. Jesus não fez apelos emocionais nem implorou a quem quer que fosse para que o seguisse. Pelo contrário. Ele impôs condições para os candidatos a discípulos.

TOME A SUA CRUZ

Em Mateus 10.38 disse Jesus:

Quem não toma a sua cruz e não segue após mim, não é digno de mim.

Tomar a sua cruz é assumir o compromisso definitivo com o Evangelho de Jesus Cristo. É o arrependimento, a conversão, o abandono do pecado, e o entregar-se à inteira dispensação do Senhor cumprindo os mandamentos de Cristo e fazendo a vontade do Pai.

Tomar a sua cruz é imitar o gesto do homem de Deus, o qual, sob o completo domínio de Cristo, disse: Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim (Gálatas 2.20).

Tomar a sua cruz é amar a Deus acima de todas as coisas e ao seu próximo como Cristo nos amou, se necessário, dar a sua vida por ele. A palavra do Senhor diz que se você não ama o seu irmão, o qual você vê, como poderá amar a Deus o qual não vê? Quem assim procede é mentiroso, e os mentirosos não herdarão o reino de Deus.

Tomar a sua cruz é entrar pela porta estreita, porque larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que leva à vida, e poucos há que a encontrem.

Lucas 14.33 – Disse Jesus: Assim, pois, qualquer de vós que não renunciar a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo.

Se desejamos verdadeiramente seguir a Jesus, precisamos assumir a nossa cruz, e nos alegrarmos com ela, pois assim fazendo, já não viveremos mais por nossas próprias forças, mas seremos sustentados pela força e pelo amor de Jesus: “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim” Gl:2:20.

Somente aquele que oferece a sua vida pessoal em sacrifício, à semelhança de Cristo, pode nascer de novo, e herdar uma vida incorruptível, de plenitude espiritual e comunhão com Deus.

Que possamos reconhecer a cada dia o sacrifício de Cristo,e a cada dia nos negar a nós mesmo!

Que a Graça do Senhor esteja sobre nossas Vidas.

por Alisson Bruno

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2016 Evangelho Inegociável | porAgente Host.
Topo
Siga-nos:             
error: Content is protected !!