O Trono, Cristo E A Oração Da Igreja

O Senhor Deus, a quem viemos e diante de quem nos inclinamos em oração, age como um soberano em nossa vida; Mas ele é um soberano cuja soberania é a soberania da graça.

Ao trono do grande Deus, os pobres pecadores são convidados a vir. Veja que privilégio é este! Nós, que chegamos ao trono da graça, temos audiência livre com o Rei da Graça!

Em Hebreus 4:16, há uma exortação graciosa: “Cheguemos, pois…”

A base dessa exortação é maravilhosa, pois Deus nos convida, incita, ordena e exorta a chegar ao trono da graça. Essa aproximação é uma aproximação espiritual. Este é um ato de fé, um ato do coração.

Em tais assuntos, não há regras a seguir, mas há o amor reverente e a gratidão.

A oração, como todos os atos de adoração, é espiritual. É mais uma atitude que um ato. No entanto, é um ato inspirado pela promessa de Deus, buscando a vontade de Deus e motivado pela glória de Deus. E quem é que nos encoraja a orar? É Paulo, um homem como nós, um pecador salvo pela graça, um crente experiente que muitas vezes provou o valor da oração para sua própria alma.

Esse chamado é para toda a igreja de Deus. Esse chamado vem de Deus, o Espírito Santo, pois o apóstolo falou por inspiração. O Espírito faz intercessão em nós, por isso não sejamos indiferentes a esse apelo simpático. Aproximemo-nos imediatamente de Deus.

Podemos e devemos vir ao trono de nosso Deus corajosamente porque trata-se do trono da graça. Uma vez eu li que quando Martinho Lutero orava, ele o fazia com imensa reverência, como se estivesse orando a um Deus infinito; e ao mesmo tempo, com imensa familiaridade, como se estivesse falando com seu amigo mais próximo.

Essa palavra “com confiança” implica liberdade sem restrição (At 2:29; 4:13). Nós temos liberdade para falar com Ele livremente; para falar todas as nossas necessidades, nossos medos, e mesmo nossas queixas.

Francis Havergal certa vez escreveu: “Receber a misericórdia vem em primeiro lugar na oração; em seguida, encontramos a graça para as nossas necessidades. Você não pode reverter a ordem de Deus. Você não tem o direito de ordenar a vontade de Deus, pois Ele é soberano e faz o que quer.”

Somente a Deus Glória

Fábio Falcão

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2016 Evangelho Inegociável | porAgente Host.
Topo
Siga-nos:             
error: Content is protected !!