mergulho

Vemos hoje em dia muitas congregações fazendo campanhas baseadas nesse tema com o intuito das pessoas alcançarem vitórias.

É claro que Naamã recebeu sua vitória depois dos mergulhos que o profeta Eliseu ordenou, mas vemos um erro no objetivo das campanhas.

Naamã era um homem poderoso, chefe do exército de Aram, respeitado e honrado, porém com uma doença terrível.

Quando o profeta Eliseu não o recebeu e mandou seu mensageiro o seu ego foi machucado, ainda mais quando foi pedido que ele mergulhasse no rio Jordão, um rio sujo que não estava à altura de Naamã.

Por que ele não poderia fazer esse processo num rio mais limpo, Ora, porventura os rios de Abana e Farfar de Damasco não são melhores do que todas as águas de Israel? Não poderia eu lavar-me neles para ficar curado?

Seu orgulho teria que ser quebrado, por isso ele tinha que obedecer.

Mas voltando ao assunto das campanhas, quando digo que “vitória” não é um bom tema, é porque o texto se baseia em quebra de orgulho e obediência.

Queria ver essas igrejas fazerem campanhas com esse tema.

Igrejas que praticam isso não entenderam que esse exemplo de mergulho foi uma lição que Deus deu a Naamã, e não uma doutrina a ser repetida.

Juliano Rodrigues

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2016 Evangelho Inegociável | porAgente Host.
Topo
Siga-nos:             
error: Content is protected !!