Mensagem de Natal

Amigos queridos, venho através deste texto desejar a todos um Feliz Natal!

Porém, antes de começar o “mimimi” que é bem típico de alguns, não estou aqui afirmando que Jesus nasceu literalmente no dia 25 de dezembro, e nem que não devemos celebrar o nascimento de Jesus pois pode ser considerado uma festa pagã, ou coincidir com datas do mundo, ou qualquer coisa polêmica do tipo.

Temos na Bíblia um versículo importantíssimo que nos concede liberdade, com discernimento, para celebrar o Natal, o nascimento de Jesus, no dia 25 ou em qualquer outro dia.

“Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em sua própria mente. Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz e o que não faz caso do dia para o Senhor o não faz. O que come, para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e o que não come, para o Senhor não come, e dá graças a Deus. ” Romanos 14:5,6

Esclarecidos esses pontos, quero encorajar vocês a refletirem sobre algumas considerações acerca do Evangelho e do nascimento de Jesus, bem como incentiva-los a proclamar as Boas Novas do Evangelho neste período, em família, com os amigos, aproveitando a ocasião em que muitas pessoas estão mais abertas a ouvir falar de Jesus.

Sobre o Natal, que é o nascimento de Jesus, pensemos:

Tempo de Adoração: tempo em que devemos adorar ao Senhor, pela suprema Graça e Misericórdia que Ele tem de nós, ao nos enviar o Senhor Jesus, como Redentor.  A boa notícia do Evangelho, (Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação. 2 Coríntios 5:19) o Verbo Encarnado, o único mediador entre Deus e os homens. Aquele que morreu por nós na Cruz, morte esta que nos reconciliou com o Pai.

Lembremos da profecia de Isaías, que nos ensina sobre o que Jesus faria e fez por nós. “Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos. Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca. ” Isaías 53:3-7

Tempo de Reflexão: Reflexão sobre tudo o que o Evangelho é. Sobre os impactos verdadeiros da Boa Notícia da Reconciliação, sobre a realidade da tragédia dos nossos pecados, e do perdão manifesto na Cruz do Calvário. Sobre o nosso papel cristão na sociedade, sobre a missão que temos em relação ao Evangelho, sobre a autenticidade da nossa vida cristã como um todo. Que possamos lembra que ELE VEIO, morreu, RESSUSCITOU e VOLTARÁ. E que enquanto ele não volta, a nós compete cumprir o IDE anunciando a necessidade do arrependimento, pois o REINO é chegado.

“Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus. Mateus 4:17”

Concluo dizendo que tenho total consciência que a sociedade perverteu absurdamente o sentido do Natal, seja transformando um feriado para fins comerciais, ou fazendo com que os presentes sejam mais importantes do que o significado real do Nascimento de Cristo, e afins.

Porém, que nós possamos dar uma resposta honesta a tudo isso, refletindo, adorando a Deus, e conduzindo nossas vidas de modo digno e piedoso, com objetivo de Glorificar ao Senhor Jesus em tudo.

Desejo a todos um excelente Natal! Minha oração é que estas palavras encontrem um lugar em seu coração.

Que o Senhor vos abençoe!

Pr. Marco Cicco

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2016 Evangelho Inegociável | porAgente Host.
Topo
Siga-nos:             
error: Content is protected !!