Língua Mentirosa

No livro de Provérbios cap.6:16 ao 19, Salomão elenca sete coisas que o Senhor abomina e dentre estas, está a Língua Mentirosa. Obviamente, sabemos que o coração do homem em sua total pecaminosidade, desde o princípio carrega dentro de si este grande mal que prejudica relacionamentos em diversos âmbitos de sua convivência. Usada para escapar de responsabilidades e simular soluções, a mentira é um mal que independentemente de seu tamanho e de quem a utiliza, é abominável ao Senhor. A mentira nos promete paz, satisfação e solução, porém ela nos afasta do caráter de Deus que é Santo, Puro e Verdadeiro e nos injeta o caráter do diabo, que segundo às Escrituras, é mentiroso e pai da mentira.

“O vosso pai é o Diabo, e quereis satisfazer-lhes os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e não se firmou na verdade, pois nele não há verdade. Quando ele mente, fala do que lhe é próprio, pois é mentiroso e pai da mentira.” (João 8:44)

Quem nunca mentiu? Quem nunca cogitou e até mesmo chegou a falar uma mentirinha que distorcesse poucos pontos da verdadeira história e achou que era besteira? Quem nunca foi vítima de uma mentira? Ou, o que falar daqueles que já têm o hábito de mentir e que se dizem cristãos? Quem possui uma língua mentirosa, desagrada a Deus (O Senhor odeia lábios mentirosos, mas se agrada dos que praticam a verdade. Pv 12:22), perde a confiança das pessoas e mancha seu próprio nome (Melhor é o bom nome do que o perfume caro. Ec 7:1)

Muitos problemas na família, na igreja e na sociedade são causados pelo mau uso da língua. O povo de Deus é chamado para ser santo, separado. Em Tiago cap. 3 temos uma verdadeira aula de como devemos ter cuidado ao usar esse pequeno membro mas tão perigoso que é a Língua. Da mesma boca não pode jorrar bênção e maldição, quando nos enraizamos em Cristo e no Seu Evangelho, não é admissível meios termos. A palavra de Deus diz em Mateus 5:37 que o nosso falar tem de ser ‘sim, sim’; não, não; pois o que passa disso vem do Maligno. O cristão deve ser uma pessoa confiável, honesta, verdadeira pois há um Deus nos céus que vigia os nossos passos a cada segundo e a Ele um dia prestaremos contas.

Na carta aos Efésios, o Apóstolo Paulo nos adverte para abandonarmos a mentira e cada um falar a verdade com o seu próximo, pois somos membros uns dos outros (Cap. 4:25). E em Colossensses 3:9 e 10 diz novamente para não mentirmos uns aos outros e argumenta que… É pelo fato de já termos nos despido do velho homem e suas ações e que estamos revestidos do novo homem, que se renova para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou; Logo, entendo que é de uma extrema incoerência alguém que diz amar a Cristo e viver disseminando mentiras. É impossível alguém que diz ter nascido de novo, permanecer com os pecados do seu velho homem e sem intenção de mudanças. Quando o Santo Espírito habita de fato o coração de um eleito, Ele regenera, convence do pecado, faz brotar arrependimento genuíno e mudança de caráter, de vida… Frutos bons passam a surgir e uma nova história começa a ser desenhada. O que antes vivia de mentiras, passa a levantar a bandeira da verdade!

Que nós possamos nos apegar cada dia mais a verdade e com isso glorificarmos a Deus.

Deus abençoe!

Patrícia Castro

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2016 Evangelho Inegociável | porAgente Host.
Topo
Siga-nos:             
error: Content is protected !!