Jesus, o Verbo Encarnado

“E o verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.” João 1:14

Deus, antes de criar todas as coisas já havia preparado o plano da redenção, Ele sabia que o coração do homem seria corrompido pelo pecado, antes mesmo de o criar, e por isso, preparou seu Filho para que fosse o Salvador do seu povo.

No Antigo Testamento, o povo de Deus por muitas vezes se desviaram de seus caminhos, mas Deus que é rico em misericórdia, sempre falava com seu povo através dos profetas, e aceitava os sacrifícios que Ele mesmo instituiu para que os pecados do povo fossem perdoados.

Deus no Antigo Testamento sempre deixou claro que no tempo determinado por Ele, enviaria o Salvador, o Cordeiro sem mancha e sem mácula, que expiaria de uma vez, num só ato, todos os pecados do seu povo.

E quando Jesus veio ao mundo, não só como homem (porque Ele precisava cumprir todos os requisitos que Deus propôs ao Salvador) mas como o Verbo de Deus que estava com Deus, no princípio de todas as coisas, o próprio Deus!

Deus se fez carne, para trazer vida ao seu povo, veio para ser luz em meio às nossas trevas. Somente Ele poderia realizar esse propósito, pois é o autor da vida, sem Ele nada existiria.

Dentro da nossa história, percebo que todo àquele que conhece Jesus, que o ama, é como se recebesse graça ainda mais abundante do que o povo de Deus do Antigo Testamento. Nenhum dos profetas, sacerdotes e reis (com exceção de Moisés, que pode ver um vislumbre da glória de Deus no Monte Sinai) puderam receber a graça que nós da nova aliança recebemos.

Ainda que Deus tenha por diversas vezes se manifestado e falado com seu povo de maneira ativa, os santos homens do Antigo Testamento, não puderam ver a glória de Deus.

Mas Ele, no tempo que Ele mesmo determinou, veio ao mundo, e aqui habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e nós pudemos ver a sua glória, a glória de Deus.

Os salvos (me incluo aqui) por intermédio de Jesus, que com seu sangue derramado sobre o madeiro expiou todos os nossos pecados, recebemos de Deus um presente incalculável, o maior benefício, que é poder não só sermos salvos, mas o benefício de poder desfrutar de um relacionamento real com Ele, onde Ele se mostra a nós, cheio de graça e de verdade. E nós através das Escrituras continuamos a ver a sua glória, a glória de Deus.

Que possamos nos alegrar e sermos gratos a Deus, pelo seu grande amor.

Camila Plens

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2016 Evangelho Inegociável | porAgente Host.
Topo
Siga-nos:             
error: Content is protected !!