Família - Um Campo Missionário

“E, partindo dali, chegou à sua pátria, e os seus discípulos o seguiram. E, chegando o sábado, começou a ensinar na sinagoga; e muitos, ouvindo-o, se admiravam, dizendo: De onde lhe vêm estas coisas? e que sabedoria é esta que lhe foi dada? e como se fazem tais maravilhas por suas mãos? Não é este o carpinteiro, filho de Maria, e irmão de Tiago, e de José, e de Judas e de Simão? e não estão aqui conosco suas irmãs? E escandalizavam-se nele. E Jesus lhes dizia: Não há profeta sem honra senão na suapátria, entre os seus parentes, e na sua casa. E não podia fazer ali nenhuma obra maravilhosa; somente curou alguns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos. E estava admirado da incredulidade deles. E percorreu as aldeias vizinhas, ensinando.” (Marcos 6:1-6)

Essa passagem não diz que Jesus foi rejeitado pela sua família , diz que Jesus foi rejeitado pelos seus, “sua terra” seria Nazaré, pois embora tenha nascido em Belém 6. ‘Mas tu, Belém, da terra de Judá, de modo algum és a menor entre as principais cidades de Judá; pois de ti sairá o Guia, que como pastor, conduzirá Israel, o meu povo’”.(Mateus, 2)

Ele era conhecido como nazareno porque foi nessa pequena vila que ele cresceu e se tornou adulto. Como Deus encarnado, sua natureza plena divina e humana completa foram unidas sempre, sem qualquer mudança, mistura ou separação. Em uma pessoa “habitou” do grego skenoo da mesma raiz de skene, refere-se ao fato de que Deus habitou temporariamente entre seu povo como o perfeito Deus , Homem Jesus Cristo .

11. Ele veio para o que era seu, mas os seus não o receberam. 12. Mas a todos quantos o receberam, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus, ou seja, aos que crêem no seu Nome; (João, 1). Essa afirmação resume o ministério público de Jesus,Que foi caracterizado pela rejeição dos “seus”,ou seja,os judeus.

Em nenhum momento na bíblia fala que a família de Jesus o rejeitou; 46. Enquanto, Jesus estava pregando à grande multidão, do lado de fora, sua mãe e seus irmãos procuravam falar com Ele.

47. Então alguém o avisou: “Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e desejam falar-te”.
48. Jesus, entretanto, respondeu ao que lhe trouxera a informação: “Quem é minha mãe e quem são os meus irmãos?”
49. E, estendendo a mão na direção dos discípulos, afirmou: “Eis minha mãe e meus irmãos.
50. Pois todo aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus, este é meu irmão, minha irmã e minha mãe”.
(Mateus, 12) ,

Ou seja a verdadeira família de Jesus é determinada pela obediência a Deus , Ele não estava sendo displicente quanto ao cuidado com a sua família, Ele estava dando prioridade ao Pai .

Contudo isso quero dizer que muitos que se denominam “Profetas” e “homens de Deus” tem usado erroneamente  (Marcos 6:1-6) para negligenciar o convívio e responsabilidade familiar, alegando que um profeta não tem credibilidade em sua família. Antes de iniciar seu ministério, aproximadamente até os trinta anos Jesus era um homem comum sem manifestação de poder ou milagres, por isso as pessoas se maravilharam, Jesus até o momento era um carpinteiro e todos o conheciam e sua família, logo deram lugar a incredulidade, já que Jesus não tinha frequentado nenhuma escola rabinica de Jerusalém.

8. Contudo, se alguém não cuida dos seus, especialmente dos de sua própria família, este tem negado a fé e se tornou pior que um descrente.
(1 Timóteo, 5) 5. Porquanto, se alguém não sabe governar sua própria família, como poderá cuidar da Igreja de Deus? (1 Timóteo, 3) .

A minha oração é para que nossos lares sejam campos missionários, regado pelo evangelho para que produzam frutos para a glória de Deus .

Lucimara Rocha

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2016 Evangelho Inegociável | porAgente Host.
Topo
Siga-nos:             
error: Content is protected !!