Deus Não Precisa Que Você Seja Forte

Deus não precisa que sejamos fortes. Deus quer ser nossa força.

Talvez a melhor forma de dizer isso é: Deus quer que sejamos realmente fortes, o que é diferente do jeito que nós podemos tipicamente desejar ser fortes. Frequentemente queremos ser fortes de uma forma que nos reflete bem. Deus quer sejamos fortes de um jeito que reflete bem Nele. Em um mundo caído, esses dois quereres estão frequentemente em desacordo.

Agora, se fôssemos sem pecado, nosso querer e o querer de Deus estariam em perfeita harmonia. Iríamos somente querer ser fortes na força que Deus provê (1 Pedro 4:11). Mas uma vez que não somos sem pecados, há uma frequente dissonância entre a força que desejamos ter e a força que Deus deseja nos dar.

Como resultado, encontramo-nos profundamente desencorajados pelas muitas limitações e adversidades que Deus verdadeiramente nos tem projetado para cultivar em nós uma fé forte, corajosa e libertadora.

Preso na Fraqueza

Em Êxodo 12, o povo de Israel tinha sido milagrosamente libertado da escravidão e guiado para fora do Egito por Moisés. E em Êxodo 14, Israel estava acampado no mar Vermelho, provavelmente em uma posição vulnerável e intrigante. Deus instruiu propositadamente Moisés para liderar Israel lá porque ele havia determinado humilhar Faraó e os Egípcios uma única dramática vez – mais um dramático ponto de exclamação colocado na declaração para o Egito e o mundo que reverberaria para o restante da história humana: “Eu sou o Senhor” (Êxodo 14:4).

Mas os israelitas não entenderam os propósitos de Deus. Havia provavelmente muita murmuração sobre o que eles estavam fazendo acampados em que parecia um final mortal. Isso apenas cresceu um pânico armado e febril quando o exército de Faraó apareceu e os prendeu todos eles contra o mar. Parecia um cenário do pior caso: morte por espada ou por afogamento.

E como todos de nós se sentiriam, as pessoas estavam assustadas e bravas. Eles gritaram a Moisés, “Não havia sepulcros no Egito, para nos tirar de lá, para que morramos neste deserto? Por que nos fizeste isto, fazendo-nos sair do Egito?” (Êxodo 14:11).

Eles estavam presos em um lugar fraco – um lugar designado para eles por Deus.

Enfraquecido para aprender onde a força realmente está

A resposta de Moisés para o povo em pânico foi, “Não temais; estai quietos, e vede o livramento do Senhor, que hoje vos fará; porque aos egípcios, que hoje vistes, nunca mais os tornareis a ver. O Senhor pelejará por vós, e vós vos calareis” (Êxodo 14:13,14).

E Ele lutou por eles. Enquanto segurava o exército egípcio com uma coluna de fogo, ele abriu para os israelitas um caminho seco através do Mar Vermelho. Então ele deixou os Egípcios perderem e eles perseguiram Israel inferno adentro no mar o qual os engoliu.

E por outro lado disso tudo, Moisés e o povo irromperam em uma canção que ainda cantamos hoje:

“O Senhor é a minha força, e o meu cântico; ele me foi por salvação; este é o meu Deus, portanto lhe farei uma habitação; ele é o Deus de meu pai, por isso o exaltarei.” (Êxodo 15:2)

Quando o exército Egípcio apareceu, Deus poderia ter feito de Israel uma nação de Sansões. O Espírito Santo poderia ter atacado-os e poderiam ter açoitado o Egito com queixadas de jumentos. Por que Deus não fez isso?

Bem, lembra de Sansão? Quando Deus deu a Sansão poder de derrotar 1000 Filisteus sozinho, qual foi a canção que Sansão cantou depois?

“Com uma queixada de jumento, montões sobre montões; com uma queixada de jumento feri a mil homens.” (Juízes 15:16)

“Eu feri.” Não há hino para Deus de Sansão depois de nenhuma de suas proezas, e ele não sobreviveu àquele que poderia o mencionar como modelo de fé em Hebreus 11:32. Deus era a força de Sansão, mas Sansão não reconheceu mesmo.

Deus queria que Israel entendesse que Ele era a força e a salvação deles então Ele se tornaria a canção deles. Por esse motivo ele os colocou em um lugar fraco e desamparado.

O Senhor é nossa força

O Êxodo foi o maior Antigo Testamento antecipando as boas novas do Senhor Jesus. Deus nos livra como crianças desamparadas pegas entre as forças do mal e o mar da ira de Deus. Jesus é o nosso libertador e Sua cruz e ressurreição nossa libertação.

Mas o Êxodo, junto com todas as outras histórias de redenção, é também um lembrete que Deus propositalmente projeta nossos lugares vulneráveis e nos confia a eles. Quando nos sentimos presos a eles, nós podemos ser profundamente desencorajados, em pânico e até mesmo furiosos. Os propósitos de Deus em tais experiências não são tipicamente claras para nós no primeiro momento. Parece que Ele cometeu um grande erro ou Ele é inconstante. Mas nem uma coisa nem a outra.

A verdade é que, como pecadores, nós realmente não entendemos o que significa para Deus ser nossa força e nossa salvação até que somos colocados em um lugar fraco o suficiente onde Ele é nossa única opção. Em um primeiro momento, isso não parece em nada com grande misericórdia, mas mais tarde, algumas vezes muito tarde, descobrimos que isso foi um presente de misericórdia imensurável. E então Deus realmente se torna nossa canção.

Jon Bloom (@Bloom_Jon) serve como autor, presidente do conselho, e co fundador do Desiring God. Ele é autor de três livros, Not by Sight, Things Not Seen, and Don’t Follow Your Heart. Ele e sua esposa moram em Twin Cities com seus cinco filhos.

Fonte: Desiring God

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2016 Evangelho Inegociável | porAgente Host.
Topo
Siga-nos:             
error: Content is protected !!