Aprendendo Com a Dor

“Estamos certos de que Deus age em todas as coisas com o fim de beneficiar todos os que o amam, dos que foram chamados conforme seu plano. Porquanto, aqueles que antecipadamente conheceu, também os predestinou para serem semelhantes à imagem do seu Filho, a fim de que Ele seja o primogênito entre muitos irmãos.” Romanos 8: 28-29

 

Quando este ano de 2016 começou eu realmente não fazia ideia de como poderia terminar. Na verdade a expectativa era bem ruim, pois poderia ser um ano começando e trazendo consigo o fim de muitas coisas pelas quais sempre zelei.

 

Sendo assim, muito mais complexo do que parece, quero compartilhar um pouco do muito que aprendi com a ajuda de Deus e alguns poucos amigos que Ele mesmo me deu este ano.

 

A lição

 

Uma das citações bíblicas mais ouvida pelos cristãos (na minha opinião) é esta: “tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus”.

 

Pois bem, quando este ano começou a única certeza que eu tinha sobre este versículo era a de que estava na Bíblia, mas nem o seu “endereço” ao certo eu sabia de fato e, consequentemente, não poderia compreender o seu significado.

 

Mas, como diz um grande pregador que, neste ano de muita fome e sede de aprender, comecei a ouvir e amar: “O sofrimento é a escola de Deus” Charles H. Spurgeon.

 

Foi quando tudo parecia ruir e desmoronar diante dos meus olhos que eu vi meus pecados, minhas fraquezas, minha arrogância em achar que poderia fazer algo por mim mesma, enfim, me deparei com um ser humano deformado tentando fingir para si e para os outros que era algo bom. Aliás, descobri o quanto sou má.

 

Foi nessa mesma época que ouvi A Palavra, inclusive uma passagem já ouvida outras vezes, porém, nunca absorvida daquela forma.

 

Jacó lutou pois não queria ser mais o mesmo. Chega a ser inusitado um ser humano lutando com um ser celestial e poderoso, mas, naquele momento, eu entendi que Deus queria me ver lutando, não para vence – lo (o que é impossível), mas para me vencer até que meu jeito de caminhar fosse mudado, como sinal de que fui tocada pelo meu Senhor.

 

1 de maio de 2016 marca o início da minha briga comigo em um propósito pessoal por mudança. Uma frase que ouvi, de uma pessoa ao saber do meu propósito, me marcou e ecoa quase todos os dias em minha mente: “quem usa uma arma desse calibre sabe o monstro que tem que matar”.

 

Pois é, quando vivemos segundo nossa própria vontade nos tornamos isso mesmo, ou seja, monstros que consomem e devastam sua própria existência.

 

A partir do momento que Deus falou ao meu coração A Palavra DELE se abriu para mim como aquela cena em que se abre um baú cheio de tesouro reluzente que clareia tudo e prende a visão de quem o contempla. Hoje, me deleito e tenho imenso prazer em estudar e entender A Sua Palavra para Glória de Deus.

 

Doeu muito, mas era assim, por meio da dor, que aprouve ao Senhor me mostrar quem eu era, quem Ele É e o que iria começar a fazer em mim, por mim e através de mim para Sua Glória.

Aprendi que padecer por Amor a Cristo é melhor, muito melhor do que sofrer sem Ele!

 

E hoje, bom, hoje sei o que significa o que está escrito em Romanos 8:28 (deixa eu conferir…… está certo -risos-).

 

Sei que o Bem que Ele nos faz por meio de todas as coisas, até do sofrimento, é nos conformar à imagem de Seu Filho Jesus Cristo. Este, certamente, é o melhor Bem que Ele nos faz: nos transformar e nos tirar do poder de nossa natureza caída e colocar em nós Seu Espírito que nos ajuda em nossas fraquezas e, segundo Sua Vontade, intercede pelos santos.

 

Neste novo dia desejo que Deus, pelo meio que lhe aprouver, lhe mostre quem você é e o quanto precisa que Ele assuma o controle total de sua vida.

 

Um cristão que não entende sua fraqueza, seu pecado e sua incapacidade não é um cristão de fato e jamais poderá depender de Deus de verdade. Deus abençoe.

 

Priscilla Zanin Feliciano

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2016 Evangelho Inegociável | porAgente Host.
Topo
Siga-nos:             
error: Content is protected !!