A Glória de Deus- Quem é glorificado-

A glória de Deus é a honra e o esplendor que ele possui desde a eternidade, independentemente de qualquer coisa que Ele receba de volta da sua criação. Nas Escrituras, a glória de Deus é retratada principalmente pelo resplendor magnífico da manifestação de Deus.

Assim, a própria shekiná, a nuvem resplandecente que podia assumir o aspecto de fogo (Êx 24:17) era chamada de glória de Deus. Deus apareceu nessa nuvem de glória em momentos importantes da História (Êx 33:22; 34:5; cf. 16:7,10; 24:15-16; 40:34,35; Lv 9:23,24; 1Rs 8:10,11; Ez 1:28; 8:4; 9:3; 10:4; 11:22,23; Mt 17:5; Lc 2:9; cf. At 1:9; 1Ts 4:17; Ap 1:7).

O resplendor de Deus é a demonstração visível da maravilha de sua transcendência sobre toda a criação. Enquanto a “glória” dos seres humanos diz respeito às suas riquezas e qualidades admiráveis, a glória de Deus é a sua grandeza, o esplendor e a honra incomparável como Criador de todas as coisas. Davi meditou sobre essa ideia em 1Cr 29:10,11:

“Bendito és tu, Senhor, Deus de Israel, nosso pai, de eternidade em eternidade. Teu, Senhor, é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu Senhor, é o reino. E tu te exaltaste por chefe sobre todos”.

A glória de Deus também é o propósito para qual todas as coisas foram criadas. Nas palavras do apóstolo Paulo, “… dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois a glória eternamente” (Rm 11:36). Todas as coisas têm como fim supremo que Deus seja glorificado por meio de sua criação.

A natureza proclama a glória de Deus (Sl 8:3-9), a derrota do mal lhe confere honra (1Jo 2:13,14) e a redenção do seu povo lhe dá grande glória (Ef 1:13,14). Nesse sentido, a glória de Deus é a finalidade inevitável de todas as coisas.
Glorificar a Deus é a responsabilidade moral de todos os seres humanos. Nesse sentido, ao honrarmos a Deus em tudo o que fazemos o reverenciamos e reconhecemos seu poder. Bondade e dignidade.

Com efeito, os seres humanos devem viver em sujeição aos mandamentos de Deus a fim de reconhecer a sua grandeza incomparável diante de todas as outras criaturas. Paulo apresenta esse objetivo como a motivação para nossas escolhas na vida, “…quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus” (1Co 10:31). Nas palavras do Breve Catecismo de Westminster, “O fim principal do homem é glorificar a Deus e gozá-lo para sempre” (BC 1).

A glória que Deus recebe dos seres humanos é o tipo de honra mais elevado que a criação pode dar ao seu Criador. No início, Deus abençoou os seres humanos com “glória e … honra” (Sl 8:5) colocando-nos no mundo como portadores honoráveis da sua imagem.

Nossa queda no pecado maculou a glória da humanidade, ma a nossa redenção em Cristo culminará com a nossa glorificação em Cristo quando ele voltar (Rm 8:17-23). Como criaturas glorificadas criadas à imagem de Deus, seremos capazes de honrar ainda mais a Cristo  ao Pai ao qual toda a glória é devida (1Co 15:42-44; Ap 5:12). Nas palavras dos reformadores, “Somente a Deus seja a glória” (Soli Deo Gloria).

Fonte: Bíblia de Estudo de Genebra

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2016 Evangelho Inegociável | porAgente Host.
Topo
Siga-nos:             
error: Content is protected !!