A Encarnação De Cristo

Um dos assuntos mais belos da Bíblia é a encarnação de Cristo. Nós nos alegramos ao saber que “o Verbo se fez carne e habitou entre nós”, que “Deus era e se manifestou em carne”.

Mas será que sabemos por que o Filho de Deus assumiu nossa natureza? Havia uma necessidade para a encarnação? Em caso afirmativo, qual poderia ser essa necessidade?

Eu faço essas perguntas não com irreverência carnal, mas com total reverência a Deus, meu Salvador.

Se aquele que é Deus plenamente, abençoado para sempre, inclinou-se para se tornar homem, se aquele que é rico se tornou pobre, se aquele que é Senhor de todos se tornou servo, deve haver alguma grande necessidade divina para tal acontecimento. Qual era essa necessidade?

Certamente, a resposta a essa pergunta inspirará os corações dos pecadores resgatados a amá-lo e adorá-lo ainda mais. Certamente, descobrir a resposta a essas perguntas será edificante para as nossas almas.

E a resposta não é de todo difícil de encontrar. Não está oculta em algum código secreto, posto que a Bíblia é a plena revelação de Deus.

Muitas passagens da Bíblia são especificamente dedicadas a nos dizer por que Cristo veio. Não há nenhuma razão para alguém estar no escuro sobre o propósito da encarnação de nosso Senhor. É no Antigo Testamento que o propósito e a necessidade da encarnação de nosso Senhor são melhor explicados, e vemos a sua Pessoa de Gênesis a Malaquias. Mas, hoje, vamos olhar para a carta aos Hebreus.

Primeiramente, esse livro é um lindo comentário inspirado no Antigo Testamento.

Nos versículos iniciais do capítulo um, vemos a excelência e a glória do nosso majestoso Senhor Jesus Cristo, o Deus encarnado, nosso Redentor, Salvador e Senhor (Hb 1:1-5).

No restante do capítulo um, o Espírito Santo nos diz que o que ele tem em mente é a encarnação de Cristo. Ele está nos dizendo que essa excelência incomparável de Cristo, sua gloriosa exaltação e supremacia se relacionam com o resultado de sua encarnação. A glória que Cristo agora possui como Deus-homem no céu é a recompensa de sua encarnação e sua obediência como nosso substituto.

Agora, precisamos ver qual é o propósito de Deus para o homem. Por que Deus criou o homem? Ora, ele foi criado por Deus para a Sua glória. Todavia, sabemos que pelo pecado e pela queda de Adão o homem, que foi feito à imagem de Deus, perdeu sua grandeza e se tornou uma criatura baixa, fraca, pecadora, feia e rastejante. Cristo, então, veio a este mundo como homem para restaurar o homem à glória pela qual Deus o criou, para coroar tais criaturas caídas com glória e honra, ou seja, a sua justiça e santificação. Através de Cristo voltamos ao Jardim do Éden.

É claro que não vemos ainda todas as coisas postas sob nossos pés; Mas estamos seguros de que através de Cristo tudo se voltará para Deus, porque “ainda não vemos que todas as coisas lhe estejam sujeitas.” (Hb 2:9).

Em breve todo universo de curvará à supremacia de Cristo. Por isso fique feliz, pois em virtude de nossa união com Cristo, somos, como o grande comentarista Anglicano John Trapp disse, “mais gloriosos do que o céu, anjos ou qualquer criatura”.

Soli Deo Gloria

Fábio Falcão

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2016 Evangelho Inegociável | porAgente Host.
Topo
Siga-nos:             
error: Content is protected !!