4 Coisas Para Lembrar Depois De Ter Pecado

Por Adriel Sanchez

Você já se sentiu como se Deus tivesse virado as costas para você por causa de seu pecado? Nossas falhas, especialmente quando são repetidas, podem nos deixar em um lugar de confusão. Depois de pecarmos, podemos começar a sentir como se a luz da graça de Deus já não estivesse brilhando em nossas vidas. Aqui estão quatro coisas que Deus faz quando falhamos:

  1. Quando pecamos, Deus está advogando por nós.

Um defensor é alguém que está ao seu lado e apoia você. De acordo com o apóstolo João, é precisamente quando sentimos como se Deus nos tivesse deixado que ele está ali mesmo ao nosso lado!

“Filhinhos, estou escrevendo estas coisas para que não pequeis. Mas se alguém pecar, temos um defensor com o Pai, Jesus Cristo, o justo.” (1 João 2: 1)

Quando pecamos, temos Cristo em nosso canto como um advogado, defendendo nosso caso diante do Pai. Isto deve lhe dar conforto de que Deus é para você e seu arrependimento. Se Deus ouviu a voz de Moisés quando ele implorou em favor dos israelitas depois de terem cometido idolatria adorando um bezerro de ouro (Êxodo 32:11), ele não escutará as súplicas de seu amado Filho em seu favor?

  1. Quando pecamos, Deus está orando por nós.

A vergonha que acompanha o pecado às vezes dificulta o acesso a Deus em oração. Parece que “Deus se envolveu com uma nuvem para que nenhuma oração possa passar” (Lam 3:44). Consola-te no fato de que há um que é santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores, e exaltado acima dos céus, que vive sempre para interceder por você (veja Hb 7: 24-25). Acima das nuvens de ferro que parecem impenetráveis, Jesus está orando. Através dele você pode se aproximar de Deus em oração mesmo depois de ter falhado (Hb 4:16); E como ele vive para interceder por você, mesmo quando está em silêncio, Jesus fala (Romanos 8:34). E não somente Jesus, mas Deus o Espírito também intercede em vosso nome:

“Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza. Porque não sabemos o que orar como devemos, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos muito profundos para palavras. E quem procura corações sabe o que é a mente do Espírito, porque o Espírito intercede pelos santos de acordo com a vontade de Deus.” (Romanos 8: 26-27)

  1. Quando pecamos, Deus nos disciplina.

No início, isso pode soar assustador, mas pretendo lembrá-lo de quanto Deus o ama.

“Filho meu, não desprezes a disciplina do SENHOR, nem te canses da sua repreensão, porque o SENHOR repreende a quem ama, como o pai, o filho em quem se deleita.” (Provérbios 3: 11-12)

A sensação de peso que muitas vezes acompanha nosso pecado pode muito bem ser a mão paternal de Deus levando-nos ao arrependimento. Davi, o rei de Israel, escreveu sobre sua experiência antes de confessar seu pecado.

“Pois, quando fiquei em silêncio, meus ossos perderam-se por causa dos meus gemidos durante todo o dia. Por dia e noite a tua mão pesou sobre mim; Minha força estava seca como pelo calor do verão.” (Salmo 32: 3-4)

Quando Davi chegou ao ponto de confissão, porém, ele podia proclamar: “Você perdoou a iniquidade do meu pecado!” (Verso 5). Quando Deus nos disciplina, é para o nosso bem, para que possamos participar da sua santidade (Hebreus 12:10) e não sermos condenados com o mundo (1 Coríntios 11:32). Não deixe que a disciplina de Deus o leve ao desespero, mas que seja outra indicação de sua bondade sobre você.

  1. Quando pecamos, Deus nos oferece o alimento.

Uma das histórias mais dolorosas na Bíblia é a história de quando Pedro negou a Jesus. Jesus nunca tinha virado as costas para Pedro, mas durante a hora de maior necessidade de Jesus, Pedro o abandonou. Quando uma multidão confrontou Pedro a respeito de saber se ele conhecia Jesus, “[Pedro] começou a invocar uma maldição sobre si mesmo e a jurar: ‘Eu não conheço o homem’.” Pedro então lembrou-se de que Jesus havia predito seu pecado e começou a soluçar (Ver Mateus 26: 74-75). Enquanto Jesus estava morrendo, Pedro se escondeu em covardia.

Talvez você tenha compartilhado nessas lágrimas e experimentado a dor de trair o Senhor que nunca te fez mal. É neste momento que esperamos que Jesus diga: “Eu já tive o suficiente de você!” Mas o que Jesus disse a Pedro e ao resto dos discípulos que o tinham abandonado após sua ressurreição? “Vinde tomar o café da manhã” (João 21:12). O apóstolo João nos diz que Jesus preparou uma refeição para seus seguidores inconstantes e convidou-os a comer com ele. Depois que você pecou, ​​Jesus oferece para alimentar você também. Quando a igreja se reúne para tomar a comunhão, Jesus está preparando uma mesa para você vir e ser nutrido por Ele mais uma vez – uma mesa onde você pode experimentar seu amor e perdão novamente.

Se você tem sido tentado a acreditar que Deus é feito com você por causa de suas falhas, considere o seu advogado, Jesus, que está orando por você e orienta você com suas mãos furadas. Ouça Jesus convidando você para o café da manhã: “Vem, e come!” A comida que ele dá não é bacon e ovos, mas corpo e sangue; Seu corpo e sangue, dado para nutrir você mesmo depois de pecar.

Que o conhecimento de que Deus ainda está com você lhes dê a graça de levantar e dar graças, mesmo quando vocês se sintam abatidos por seus pecados.

Adriel Sanchez é o pastor da Igreja Presbiteriana Parque Norte (PCA) em San Diego, Califórnia. Ele tem um Mestrado em Estudos Bíblicos e um mestrado em Estudos Teológicos.

Traduzido por Camila Plens

Original 4 Things to Remember after You Have Sinned

Extraído de https://cccdiscover.com

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2016 Evangelho Inegociável | porAgente Host.
Topo
Siga-nos:             
error: Content is protected !!