13 Passos Práticos Para Matar o Pecado

É tanto um alívio quanto uma mágoa saber que todos os verdadeiros crentes ainda têm pecados dentro de si nesta vida. O grande apóstolo disse: “Não que já a tenha alcançado, ou que seja perfeito; mas prossigo para alcançar aquilo para o que fui também preso por Cristo Jesus.” (Filipenses 3.12). Em outro lugar ele disse: “Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros.” (Romanos 7.23). E Jesus nos ensinou a orar diariamente “E perdoa-nos as nossas dívidas” (Mateus 6.12)

Isso não significa que deveríamos ser complacentes com o pecado. Significa que devemos combate-lo diariamente. Nós somos ordenados a constantemente matar o pecado restante em nossas vidas: “Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.” (Romanos 8:13). “Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra.” (Colossenses 3:5). Isto não é opcional. Isto é um combate mortal: Ou o pecado morre, ou nós morremos. Não que um dia iremos ser perfeitos nesta era, mas nós devemos continuar a mortificar o pecado à medida que ele nos ataca dia a dia. Nós não nos acomodamos com o pecado. Nós lutamos e o mortificamos.

Como nós matamos o pecado? Aqui estão treze passos táticos nesta batalha:

  1. Tome ânimo da verdade que afirma que o seu eu antigo e pecaminoso já está decisivamente morto (Romanos 6.6, Colossenses 3.3, Gálatas 5.24). Pela fé nós estamos unidos a Cristo de forma que Sua morte foi nossa morte (Romanos 6.5, 2 Coríntios 5.14). Isso significa três coisas: (a) O golpe fatal ao nosso “antigo homem” já foi dado; (b) O velho eu não será sucedido agora na dominação, e (c) Sua final eliminação é certa.
  2. Considere conscientemente o antigo homem como morto; isto é, acredite na verdade da Escritura sobre a morte do antigo homem em Cristo e procure viver isto em liberdade (Romanos 6.11). Viver a realidade que você está liberto é a prova de que você realmente está liberto. Uma clara ilustração de se tornar isto está em 1 Coríntios 5.7 : “Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento.” Parece algo estranho, mas a salvação é uma coisa maravilhosa e estranha: Se limpe do fermento velho do pecado, porque é realidade que você já está limpo. Se você tentar brincar logicamente com esta realidade e falar “Não preciso lutar contra o pecado, pois ele já foi limpo”, você provará somente que você não está dentro do número dos que foram limpos.
  3. Cultive inimizade com o pecado! Você não mata amigos (Romanos 8.13). Você mata inimigos. Pondere em como o pecado matou o seu melhor Amigo (Jesus), desonra seu Pai, e almeja destruir você eternamente. Desenvolva mais ódio para o pecado.
  4. Rebele-se contra as estratégias do pecado. Recuse ser intimidado pelos enganos e manipulações do pecado. “Portanto, não permitam que o pecado continue dominando os seus corpos mortais, fazendo que vocês obedeçam aos seus desejos.” (Romanos 6.12). Tentações são, no máximo, meias verdades ou meias mentiras. Paulo chama os frutos da tentação de “desejos enganosos” (Efésios 4.22).
  5. Declare radical aliança ao outro lado – Deus – e conscientemente coloque toda sua mente, coração e corpo à Sua disposição para a integridade e pureza. “antes ofereçam-se a Deus como quem voltou da morte para a vida; e ofereçam os membros dos seus corpos a ele, como instrumentos de justiça.” (Romanos 6:13).
  6. Não faça nenhum plano que deixe a porta aberta ao pecado. “Não fiquem premeditando como satisfazer os desejos da carne.” (Romanos 13:14). Não teste sua pureza em uma loja pornográfica ou seu compromisso com a simplicidade em um shopping de luxo.
  7. Reconheça o espírito desta era e conscientemente resista a se conformar a ele (Romanos 12.2). Como D. L. Moddy disse “O navio permanece na água do mundo, mas se a água entrar no navio, ele afunda”.
  8. Desenvolva hábitos mentais que continuamente renovem a mente centrando-se em Deus (Romanos 12.2; 2 Coríntios 4:16). Fixe a sua atenção diariamente nas coisas que “o Espírito deseja” (Romanos 8.5), “nas coisas do alto” (Colossenses 3.2). Deixe sua mente permanecer em tudo aquilo que é verdadeiro, honroso, justo, puro, amável, gracioso, excelente e digno de louvor (Filipenses 4.8).
  9. Admita suas falhas e confesse todo pecado conhecido diariamente (1 João 1.9). Clame a Deus por perdão (Mateus 6.12).
  10. Peça ajuda e poder do Espírito em todas essas coisas. “Se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo” (Romanos 8:13). Tudo que é bom em nós vem do “fruto do Espírito” (Gálatas 5.22). Ele nos faz andar como devemos (Ezequiel 36:27; Isaías26.12).
  11. Faça parte de um grande ou pequeno grupo aonde você é exortado frequentemente a ficar atento aos enganos do pecado (Hebreus 3.13). Perseverança na fé é um projeto em comunidade. Nós não temos nenhuma garantia de pensar que iremos chegar ao céu se negligenciarmos os meios indicados de encorajamento mútuo e advertências.
  12. Combata seus impulsos pecaminosos com toda sua força como um boxeador combate um oponente e como um maratonista combate a fadiga (1 Coríntios 9:27, 2 Timóteo 4:8).
  13. Se guarde das “obras da lei” (Gálatas 3:2,5), mas deixe que toda sua guerra ser “obra que procede da fé” (2 Tessalonicenses 1.11). Isto é, deixa sua luta contra o pecado fluir da sua confiança nos prazeres superiores de todas as promessas de Deus em Cristo.

Texto escrito por John Piper.

Traduzido e cedido gentilmente por Augusto Magalhães

Fonte: DesiringGod

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

© 2016 Evangelho Inegociável | porAgente Host.
Topo
Siga-nos:             
error: Content is protected !!